Revestimento elastomérico de PU em tubulações: para que serve?

As tubulações dos segmentos de mineração, petróleo e gás são projetadas e operadas dentro de padrões internacionais de segurança, que regulam o transporte dessas substâncias. Em casos de possíveis transtornos, os tubos são preparados com válvulas de bloqueio que impedem a passagem do produto. As tubulações fazem a ligação entre terminais marítimos e fluviais, refinarias ou campos de produção por todo o Brasil. Esses tubos são revestidos de chapas de aço, que possuem baixa abrasividade e demandam tratamentos para evitar que os sinais do tempo corroam e degradem a estrutura.

O revestimento elastomérico é uma camada protetiva formada por poliuretano para preservar a chapa de aço dos tubos. Ela age na parte externa das tubulações, quando expostas à natureza, e na parte interna, quando utilizadas para transporte de produtos abrasivos, como petróleo, gases e os mais diversos minérios.

Neste conteúdo explicamos os diferentes tipos de revestimentos elastoméricos, suas aplicações e vantagens.

 

Revestimento elastomérico: o melhor revestimento para a impermeabilização dos tubos

A tecnologia de PU é caracterizada por sua resistência, flexibilidade e tixotropia – propriedade de não escorrer de um fluido –, que viabiliza o revestimento 360° da tubulação, permitindo que o produto seja aplicado sem que ocorra o escorrimento.

A resistência é a principal propriedade do poliuretano, permitindo proteção e isolamento por um longo período aos materiais em que é aplicado. O PU resiste à corrosão e às mudanças de temperaturas intensas e quebras, o que o torna a melhor opção para o revestimento de tubulações internas e externas.

 

Revestimento externo

O revestimento externo evita que o aço da tubulação absorva as propriedades físicas do exterior. O revestimento é aplicado em dutos que transportam líquidos não abrasivos, localizados sobre a terra, o que gera a necessidade de proteção contra os raios UV, umidade e outros tipos de intempéries.

 

Revestimento interno

Em outros casos, os tubos estão localizados embaixo da terra e transportam produtos levemente sólidos, que são altamente abrasivos. A tecnologia do poliuretano é baseada em uma norma alemã que determina a resistência à abrasão, impedindo o desgaste do aço e possíveis vazamentos.

 

Aplicação

A aplicação do poliuretano é realizada em condições específicas. Uma máquina injetora coloca o produto na superfície interna ou externa da tubulação. Nesse momento, as condições de temperatura e pressão são muito importantes e devem ser analisadas por uma equipe especializada, como a do Grupo Flexível.

 

Vantagens do revestimento elastomérico

O revestimento elastomérico em PU é a melhor tecnologia para a impermeabilização das tubulações, pois possui as propriedades físicas ideais para garantir a segurança e a eficiência das tubulações. Com maior resistência à abrasividade do que o aço, ele é utilizado em transportes tubulares nos quais os produtos transportados possuem alto valor agregado.

Nesses casos, a possibilidade de manutenção ou vazamento expõe a empresa a riscos que podem gerar prejuízos econômicos e ambientais. O revestimento de poliuretano assegura o transporte correto dos produtos, reduzindo a necessidade de manutenções e evitando acidentes.

 

Quer entender mais sobre as aplicações das tecnologias de poliuretano elastomérico para o revestimento em tubulações? Entre em contato com nossa equipe: +55 47 3270 1900.

Preencha o campo "Você é"!