Espuma de poliuretano: para que serve?

Formado pela reação de adição entre um isocianato, o poliuretano é o material base empregado na fabricação de uma ampla gama de produtos. Mais de três quartos do consumo global de PU são na forma de espumas. Mas você sabe para que serve a espuma de poliuretano?

Para responder a esta pergunta, é preciso primeiro saber que existem vários tipos de espuma de poliuretano: estruturais, flexíveis especiais e tradicionais, moldadas, rígidas e semirrígidas. Cada uma delas, por suas características específicas, é direcionada a fabricação de diferentes produtos. Nem sempre o poliuretano é percebido ou identificado, já que muitas vezes ele fica no interior do produto, fazendo seu preenchimento.

Aplicações do PU por segmento

No mercado moveleiro

espuma-de-poliuretano-2

Uma das principais aplicações da espuma de poliuretano é em colchões. São vários tipos de espumas de PU que atendem este mercado, com características que variam a partir das formulações e processos. Como trabalha numa ampla faixa de densidades, diferentes níveis de dureza podem ser obtidos, atendendo assim vários nichos de mercado.

Dentro do segmento moveleiro, as espumas de PU são também empregadas na fabricação de almofadas, travesseiros, poltronas, sofás, cadeias, assentos e mantas de conforto para colchões.

No mercado automotivo

espuma-de-poliuretano-3

A espuma de PU, do tipo estrutural, tem alto nível de dureza e por isso é bastante resistente à deformação, qualidade que é particularmente importante na fabricação de peças automotivas. Alargador, protetor frontal (para-choque), painel, assento, apoio de cabeça, quebra-sol, volante e manopla de câmbio estão entre as principais aplicações da espuma de poliuretano. São peças ao mesmo tempo leves e com alta resistência mecânica.

Além disso, a espuma de poliuretano pode entregar conforto às peças, mantendo sua excelente qualidade e durabilidade. Outra vantagem é que ela pode ser combinada com outros materiais, como plástico de engenharia e polipropileno, permitindo diferentes composições e um excelente acabamento.

No mercado calçadista

espuma-de-poliuretano-4

As espumas de PU também estão presentes em calçados, chinelos e sapatos. Aliás, é o poliuretano que garante aos diferentes modelos a segurança e o conforto necessários para um caminhar perfeito. Solados, entressolas, chinelos, palmilhas, entre outras partes como a língua de tênis, bananinha e em saltos de modelos femininos são as principais aplicações.

De forma geral, o poliuretano entrega muitas vantagens para a fabricação de calçados, como alta resistência à abrasão, flexão e rasgo; elasticidade; flexibilidade mesmo em temperaturas baixas; e também são isolantes térmicos e termo fixos, ou seja, não amolecem com o calor.

No mercado da cadeia do frio

espuma-de-poliuretano-5

Entre as propriedades do poliuretano está a capacidade de isolamento térmico, por isso sua espuma é ideal para os mercados de refrigeração comercial e industrial. A eficiência energética é um dos seus principais atributos, garantindo economia de energia, essencial para rentabilidade de pequenas empresas a grandes indústrias.

Câmaras frias, caixas térmicas, geladeiras, cervejarias, adegas, freezers, caminhões frigoríficos, vagões, tanques, e silos estão entre as principais aplicações da espuma de poliuretano neste setor.

No mercado industrial e da construção civil

espuma-de-poliuretano-6

Telhas e painéis também são feitos a partir de espuma rígida de PU, com excelente resultado termo acústico e sobre a climatização do ambiente, já que cria uma barreira à passagem de frio e calor.

O poliuretano na forma de espuma também é usado para fabricar peças técnicas, buchas e batentes, rolos, roletes e peças de manutenção, peneiras e roldanas, em bombas, equipamentos e buchetas, entre outros produtos necessários à indústria.

Agora que você já sabe o que é e onde a espuma de poliuretano pode ser utilizada, acesse e conheça todas as vantagens das tecnologias da Flexível para a sua empresa.

Preencha o campo "Você é"!